CA

                                          " BINGO! O objeto de arte teria que ser um objeto, um movimento, um acontecimento, uma fala, uma articulação que justamente resgata o sujeito de uma crise, que insufla oxigênio em uma chama quase apagada, que levanta o sujeito da cama para querer começar o dia, que faz o maluco desligar o Netflix para querer fazer algo que preste de sua vida - nem que seja lavar a louça da casa, mas lavar com paixão, lavar com ânimo, lavar com amor, ter paixão pela vida, pelas coisas simples, ter paixão por pensar um problema, simplesmente ter paixão. [...] "

Tentativa de esboçar o novo lugar inaugurado pela obra de Rubens Espírito Santo - a partir de alguns dados que são: a narrativa da arte ocidental, teoria da arte antropológica de Alfred Gell e a crise apresentada pela pandemia do COVID-19

Tentar ser bem pouco abstrata e teórica - como esse texto pode de fato ser útil ?

Texto #2  

COVID-19

08 de abril de 2020

Anna Israel

SALA DOS CADERNOS RES

A Sala dos Cadernos RES é uma parte da Coleção Anna Israel feita através de um pacto vitalício iniciado em 2011, entre Anna Israel e o artista, pensador e pedagogo, Rubens Espírito Santo.

Hoje, a Sala dos Cadernos comporta aproximadamente 1000 cadernos de RES feitos ao longo de sua vida, assim como a documentação de sua obra feita por ele mesmo. 

A Sala dos Cadernos RES é hoje aberta fisicamente somente para próximos da CAI.

cai pub.png

A vida é uma entidade própria - o tempo é uma entidade viva, e assim, ele precisa de uma tecnologia específica, uma engenharia precisa para que algo possa ser articulado.

Anna Israel, A economia psíquica da vida em Maelstrom, pg 13

Escritos depois de e-mail da CCS

Ou

Concerning the simple things we take for granted 

 

Anna Israel

30 de novembro

Beijing 

北京

[...]

A angústia dessa viagem está relacionada, não com a China, mas com eu me dar conta tão profundamente da arrogância com que me relaciono com o mundo prático, com as coisas básicas da vida, com as coisas simples, pequenas, banais, óbvias. Nada é óbvio ! Nada nessa vida é óbvio ! Começo a entender um pouquinho o porquê de ter vindo para a China - e não para NY, por exemplo. Sou arrogante com ir para NY, acho que já conheço aquela cidade, acho que me comunico bem lá, que me locomovo bem lá, mas é tudo mentira, é tudo uma fantasia que eu criei só porque eu acho que falo inglês. Não falo inglês coisa nenhuma. Nem português eu falo. Saber falar português está sim relacionado com saber lidar com questões práticas do dia a dia do lugar que eu moro, falar português tem a ver com saber o caminho de chegar na unibes!, saber português tem a ver com saber falar com a minha gerente do banco, saber me comunicar com o marceneiro, com a pessoa que vai concertar o encanamento da minha cozinha

[...]

AO VIVO NO

icon youtube.png

PEDAGOGIA

amr.png

2017

2018

2019

Screen Shot 2018-08-16 at 16.19.18.png
desenho descontrolado.png
30.jpg
Screen Shot 2018-08-16 at 16.03.07.png

VIAGEM A

CÓRSEGA

E MADRID

2016

TEXTOS

Webp.net-gifmaker (1).gif
Webp.net-gifmaker.gif
Rubens Espírito Santo
Cesta básica
garrapata.JPG
Screen Shot 2018-08-16 at 16.09.27.jpg
amr.png

Coleção Anna Israel:

Complexo Interativo Anna Israel

Arte + confeitaria + coleção de arte expandida + experiência estética

  1. Sobretudo entendo a coleção como uma nova forma de colecionar arte e uma nova forma de enxergar e se relacionar com arte e estética - pensar arte e estética na prática no século XXI

  2. Equipe CAI

  3. RES: instrutor de inteligência emocional + interlocutor da CAI

  4. Gabi Celan: Museologia

  5. Rafa Chvaicer: fotografia e projetos técnicos

  6. Ana Viotti: operadora técnica geral + site

  7. CCS: site + revisora documentos

  8. Giulia Naccarato: operadora técnica e conceitual de questões eminentemente relacionadas a CAI + site

  9. Itens que o Complexo Interativo Anna Israel abraça:

  10. Reunião de homens que entendo por artistas - artista em um sentido muito mais amplo / enquanto figuras condenadas pela história para fazer esse gerenciamento e locomoção profunda da vida prática - sem preconceito ou restrição a um ofício específico

  11. Reunião de objetos feito por pessoas que são indicies ou evidências de uma experiência estética - objetos enquanto índices da experiência estética

  12. Coleção de objetos encontrados ou comprados pela Anna Israel - igualmente índices de experiências estéticas

  13. Coleção de cadernos de rés

  14. Coleção da obra plástica de rés - aqui entendo que o índice (ou o objeto em si) não é só um apontamento de um acontecimento mas também contém o próprio acontecimento nele mesmo - o objeto aqui é como um amuleto, é como um objeto-agente, imbuído de um poder de agenciar o próprio acontecimento estético no outro

  15. Textos como um objeto plástico, artístico e estético - patentear textos como objeto exclusivo da coleção! Além dessa patente oficial, também ter um selo de um texto que é uma apropriação da coleção Anna Israel

  16. Também ter um selo para imagens no geral que farão parte da coleção Anna Israel

  17. Um selo para filmes que fazem parte da coleção Anna Israel

  18. Selo para álbuns de músicos que fazem parte da coleção Anna Israel

  19. Confeitaria: ocupação e apropriação da cozinha do G5 temporariamente como cozinha dos cookies da CAI - produção de cookies e investigação sobre vendas / display / fetiche / organização / contabilidade / apropriação do espaço / cenário / instalação / calor / dilatação de uma ideia de produção

  20. Fazer um selo / marca d’água para todas imagens que forem fotografadas dos objetos da coleção - com número de registro + data aproximada + local — as fotos dos objetos não servirem somente para a organização da coleção , mas serem uma data em si feita pela coleção - essas fotos poderem existir para o mundo

  21. Partituras de compositores

  22. Site - site em si ser um objeto da coleção

  23. Produção plástica Anna Israel também fazer parte da coleção

  24. Coleção Anna Israel é um espaço do CAC - G8

  25. Membros do CAC são parceiros da coleção

  26. Aulas teóricas e do Méthodo são objetos da coleção - pensar um modo de datar isso melhor 

  • Instagram
  • YouTube

A CAI é uma extenção do Conglomerado Atelier do Centro – G8

Atelier do Centro - G1

Rua Epitácio Pessoa, 91, República, São Paulo

www.conglomeradoatelierdocentro.com

Galpão do Centro - G2

Rua Teodoro Baima, 39, República, São Paulo

Residência Atelier Luca Parise - G3

Rua Teodoro Baima, 51, SL 2, República, São Paulo 

CECAC - Centro de Estudos Conglomerado

Atelier do Centro - G4

Rua Teodoro Baima, 51, SL 1, República, São Paulo​

Atelier do Centro - G5

Rua Teodoro Baima, 88, República, São Paulo

Coleção Àlex Muñoz - G6

Carrer del Segle, 5, Premià de Mar

08330 - Barcelona, España

​OBGaleria Claudina - G7

Edifício Claudina

R. Barão de Itapetininga, 273 - República, São Paulo 

OPCAC - Oficina Prática Conglomerado Atelier do Centro

Rua Teodoro Baima, 39, República, São Paulo

www.opcac.xyz

Vernacular - Editora Atelier do Centro

Rua Epitácio Pessoa, 91, República, São Paulo

ObGaleria Claudina - G7 Rua Barão de Itapetininga, República

Sala dos Cadernos e Coleção Anna Israel - G8

Prudência - G9 

Coleção Lisa Gordon - G10

Biblioteca Eiffel - G11

logo_CAI.png
resistânce.png
  • amazon_PNG5
  • instagram
  • youtube